LabClínicas

NOTÍCIAS - Pressão sanguínea baixa antes de cirurgia aumenta risco de morte no pós-operatório - por Ana Beatriz de Melo A Del Tio

A pressão sanguínea alta (hipertensão) costuma ser vista como um importante fator na avaliação de risco cirúrgico mas, apesar de vários anos de estudos, pouco se sabe sobre a real influência da pressão antes da operação com a mortalidade nos 30 dias após intervenções não cardíacas. Diante disso, um grupo internacional de pesquisadores decidiu analisar dados sobre os resultados de mais de 250 mil cirurgias do tipo no Reino Unido e encontrou uma relação surpreendente: a baixa pressão sanguínea (hipotensão) é na verdade mais perigosa que a hipertensão.

Segundo os pesquisadores, liderados por Robert Sanders, da Universidade de Wisconsin, nos EUA, e Puja Myles e Sudhir Venkatesan, da Universidade de Nottingham, Reino Unido, após a aplicação de modelos de análise de variada complexidade para levar em conta 29 fatores de risco cirúrgico, como idade, gênero, etnia comorbidades e medicação, a hipertensão não mais podia ser vista como fator de risco de mortalidade. Em compensação, os dados mostraram que a hipotensão aumentava significativamente o risco de morte no pós-operatório.

De acordo com o estudo, a ser apresentado no Congresso Europeu de Anestesiologia, que acontece deste sábado à terça-feira em Berlim, Alemanha, pacientes que tinham pressão sistólica abaixo de 100mmHg tinham uma chance 40% maior de morrer nos 30 dias após a cirurgia, enquanto nos que apresentavam pressão diastólica menor que 40mmHg este risco subia em 2,5 vezes. E embora o risco da hipotensão afetasse pacientes tanto com baixa pressão sistólica quanto diastólica, quem tinha ambos os valores menores que 100/40 eram os sob maior perigo, que aumentava se apenas uma ou as duas juntas fossem ainda mais baixas.

“Embora o controle da alta pressão sanguínea seja importante para a saúde no longo prazo, ela mesma não constitui um importante risco no pós-operatório. Por outro lado, mesmo depois de ajustes para outros fatores, demonstramos um aumento do risco pós-operatório associado com abaixa pressão sanguínea no pré-operatório. Assim, a baixa pressão sanguínea é um fator de risco subestimado ao avaliar a mortalidade pós-operatória e estudos futuros devem identificar como este risco pode ser modificado para melhorar os resultados para os pacientes”, concluem os pesquisadores no estudo.



Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/pressao-sanguinea-baixa-antes-de-cirurgia-aumenta-risco-de-morte-no-pos-operatorio-16302908#ixzz3bjgpjVGG 
© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.