LabClínicas

NOTÍCIAS - Presbifonia: nossa voz também envelhece Assim como o corpo, nossa voz perde força, resistência e flexibilidade ao longo dos anos - por Ana Beatriz de Melo A Del Tio

O envelhecimento causa mudanças em nosso corpo que transformam seu modo de funcionamento. Com maior ou menor impacto, as atividades da vida diária começam a se tornar mais difíceis com o passar dos anos - e com a voz não é diferente! No processo de envelhecimento natural, são esperadas mudanças nas estruturas responsáveis pela produção vocal.

O prefixo "presbi" significa envelhecimento e "fonia" refere-se ao som ou timbre da voz. Presbifonia é uma alteração vocal causada pelo envelhecimento natural da voz. É importante saber que este é um diagnóstico de exclusão, que é feito após verificar, por meio de um exame de laringe, que não há qualquer outra patologia vocal associada, como é o caso dos nódulos (popularmente chamados de calos), pólipos e edema de Reinke nas pregas vocais, por exemplo.

Também é importante diferenciar dois conceitos. Laringe é o local onde ficam as pregas vocais, que são responsáveis por produzir o som da nossa voz. Presbilaringe é como chamamos uma laringe envelhecida, com as mudanças estruturais esperadas pelo avançar da idade. Este diagnóstico também é realizado pelo médico após o exame de imagem que vê as pregas vocais e o interior da laringe por meio de uma fibra óptica. Caso a voz produzida nesta presbilaringe apresente alterações em sua qualidade, caracterizamos como uma alteração vocal (disfonia) por envelhecimento das estruturas, portanto presbifonia.

Mas todo envelhecimento da voz é uma presbifonia?

Na realidade, toda presbifonia é uma disfonia causada pelo envelhecimento vocal. Porém, nem todas as pessoas que envelhecem apresentam alterações vocais e/ou queixas vocais.

Características da presbifonia

A musculatura de todo o nosso corpo vai perdendo a força, resistência e flexibilidade. Com a nossa voz ocorre a mesma situação. Os músculos responsáveis pela movimentação das nossas pregas vocais e dos outros órgãos que participam da articulação da fala também mudam ao longo dos anos. No caso das pregas vocais, as mesmas podem mudar de aspecto e ficam mais arqueadas, gerando uma fenda por onde há escape do ar durante a fala. Muitas vezes, observamos uma voz mais fraca, com menos potência, apresentando falhas vocais, podendo até ficar com qualidade rouca-soprosa e/ou trêmula.

Algumas pessoas podem ter o envelhecimento da voz ainda jovens?

Se uma pessoa jovem apresenta queixas vocais geralmente apresentadas por um idoso como, por exemplo, voz fraca, tremor, soprosidade, instabilidade e falhas vocais, é indicado que procure um otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo para investigar a natureza e tratar tais sintomas que podem estar relacionados às doenças citadas anteriormente.

Tratamento da presbifonia

Assim como a atividade física é capaz de reduzir os efeitos negativos causados pelo envelhecimento natural do corpo, a fonoterapia auxilia os pacientes através de estratégias e exercícios que melhoram todo o processo de produção vocal, desde a respiração (pulmões e fluxo aéreo), passando pelas pregas vocais, até a boca, que é a responsável por articular cada palavra que falamos. Com isso, é possível tornar a fala do idoso muito mais clara e eficaz.

Prevenção

Também é possível realizar exercícios que ajudam a manter a voz clara e eficaz por muito mais tempo. Falar pouco ou evitar conversas longas, que são atitudes muito comuns para os idosos, não são saudáveis para a voz e laringe. Manter uma rotina de atividades que mantenha a voz ativa é muito importante! Desde uma simples conversa entre familiares até cantar, podem ser opções divertidas para deixar a voz clara e potente por muito mais tempo.

Não deixe de se comunicar e capriche na dicção para ser sempre bem compreendido. E procure ajuda antes que essa dificuldade atrapalhe seu convívio social.


https://www.minhavida.com.br/saude/materias/33691-presbifonia-nossa-voz-tambem-envelhece