LabClínicas

NOTÍCIAS - Dificuldade em tomar decisões pode estar relacionada à idade - por Ana Beatriz de Melo A. Del Tio

De acordo com cientistas da Faculdade de Medicina de Yale, nos Estados Unidos, as pessoas são menos capazes de tomar decisões em situações de incerteza à medida que envelhecem. A pesquisa também descobriu que os mais velhos são mais resistentes ao risco do que pessoas de meia-idade. Ao serem confrontados com decisões arriscadas e maior retorno financeiro, os idosos optaram por ganhar menos, com mais segurança.

Cientistas já haviam observado que a função cognitiva melhora ao longo da adolescência, atinge o ápice na idade adulta e diminui com o avanço dos anos, mas as mudanças comportamentais na tomada de decisão durante a vida nunca haviam sido estudadas.

Publicado na revista “Proceedings”, da Academia Nacional de Ciências, o estudo da Universidade de Yale sugere que essas habilidades têm implicações diretas em problemas associados à escolhas equivocadas e deveriam ser levadas em consideração em políticas voltadas para grandes populações.

Ifat Levy, professora assistente em medicina comparativa e neurobiologia da Universidade de Yale, recrutou 135 pessoas para estudar como seu poder de decisão mudava de acordo com a faixa etária, medindo as atitudes em relação aos riscos certos e incertos em pessoas com idade entre 12 e 90 anos.

Os participantes fizeram 320 escolhas agrupadas em blocos de ganhos e perdas. Nas opções de ganho, os participantes escolheram entre um retorno certo de US$ 5 e uma loteria com variação no valor. Nos blocos de perdas, as comparações eram iguais, mas com valores negativos. Em um dos testes, os participantes tiveram que optar entre perder US$ 5 fixos ou assumir o risco de perder US$ 8 ou nada.

O modelo do estudo permitiu que Levy e sua equipe avaliassem atitudes diante de riscos conhecidos e desconhecidos. Ao repetir cada situação de escolha por diversas vezes, o estudo também possibilitou que os pesquisadores avaliassem a consistência dos participantes em suas decisões.

Em média, os mais velhos tamaram decisões que resultaram em menores riscos e retornos financeiros, enquanto as decisões de pessoas de meia-idade eram mais arriscadas. Idosos com boa saúde também se mostraram profundamente comprometidos com suas decisões e evitaram os riscos.

- Esta é uma questão de extrema importância que tem recebido atenção limitada - disse Ifat Levy ao tabloide britânico “Daily Mail”.

- Frequentemente se assume que os tomadores de decisão em qualquer idade têm o direito e a capacidade de fazer suas próprias escolhas para maximizar seu bem-estar, mas nossos dados sugerem que esta generalização pode ser errada para os modelos que visam amplas populações.

Levy acredita que a pesquisa é uma das primeiras realizadas sobre a relação da idade com as escolhas, mas afirma que mais estudos são necessários.

- Mesmo pequeno, este estudo revelou a existência de importantes padrões relacionados à idade na tomada de decisão.



Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/saude/dificuldade-em-tomar-decisoes-pode-estar-relacionada-idade-10232279#ixzz2h1yhk1bR 
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.