LabClínicas

NOTÍCIAS - Consumo de frutas e vegetais está ligado a vida mais longa - por Ana Beatriz de Melo A. Del Tio

Comer menos de cinco porções de frutas e vegetais por dia está relacionado com uma maior chance de morrer cedo, de acordo com um amplo estudo sueco. Pessoas que não tinham o hábito de comer frutas e vegetais morreram em média três anos mais cedo do que aquelas que se fartavam de maçãs, cenouras e tomates, mostraram os pesquisadores.

Organizações de saúde ao redor do mundo recomendam comer cinco porções por dia, mas estudos anteriores se mostraram inconclusivos da necessidade de seguir esta recomendação. O novo estudo, publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”, mostra que a orientação é ideal, segundo Alicja Wolk, que coordenou a pesquisa pelo Instituto Karolinska, em Estocolmo.

Comer mais do que cinco porções, entretanto, não representou aumento da expectativa de vida. Os resultados se basearam em informações coletadas em mais 71 mil suecos, com idades entre 45 e 83 anos, que foram acompanhados por 13 anos.

Os hábitos de alimentação foram coletados entre 1997 e 1998. No ano 2010, quase 11.500 tinham morrido. Os que registraram não comer frutas e vegetais no início do estudo tiveram 53% mais chances de morrer no período de acompanhamento.

Participantes que comeram pelo menos uma porção por dia viveram 19 meses a mais do que os outros. Até três porções representou 32 meses a mais. Mulheres no estudo tendiam a comer melhor do que homens.

Os que não comiam frutas e vegetais geralmente também fumavam e comiam mais carne vermelha, laticínios, doces e lanches. O estudo não pode provar que o hábito alonga o tempo de vida, mas quando os pesquisadores relevaram gênero, fumo, atividade física, consumo de álcool e peso corporal dos participantes, o resultado geral se manteve.