LabClínicas

NOTÍCIAS - Cochilos podem diminuir efeitos de noites mal dormidas sobre a saúde - por Ana Beatriz de Melo A Del Tio

Sabe aquela soneca revigorante no meio da tarde? Ela pode ajudar a aliviar o estresse e fortalecer o sistema imunológico. É o que mostra uma pesquisa feita com homens que dormiram apenas duas horas na noite anterior, publicada no "Endocrine Society's Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism".


Um levantamento recente mostrou que quase três em cada dez adultos americanos relataram dormir uma média de seis horas ou menos por noite.Reconhecido como um problema de saúde pública, o sono insuficiente pode contribuir para a redução da produtividade, além de causar acidentes de trabalho e no trânsito. Além disso, pessoas que dormem muito pouco são mais propensas a desenvolver doenças crônicas, como obesidade, diabetes, pressão alta e depressão.

- Nossos dados sugerem que um cochilo de meia hora pode reverter o impacto hormonal de uma noite de sono ruim - disse um dos autores do estudo, Brice Faraut, da Université Paris Descartes-Sorbonneé. - Este é o primeiro estudo a considerar como um cochilo pode restaurar o sistema imunológico.

Os pesquisadores fizeram um estudo randomizado para examinar a relação entre hormônios e sono em um grupo de 11 homens saudáveis, com idades entre 25 e 32. Os homens foram submetidos a duas sessões de testes de sono em um laboratório, onde as refeições e a iluminação foram rigorosamente controladas.

Durante uma sessão, os homens estavam limitados a duas horas de sono por noite. Para a outra sessão, os participantes puderam tirar dois cochilos de meia hora ao longo do dia, após a noite de sono restrita a duas horas.

Em seguida, os pesquisadores analisaram a urina e a saliva dos participantes para determinar como o sono restrito e os cochilos alteravam os níveis de hormônio. Depois de uma noite de sono limitado, os homens tiveram um aumento de 2,5 vezes nos níveis de norepinefrina, um hormônio e neurotransmissor envolvido nos estímulos ao estresse. A norepinefrina também aumenta a frequência cardíaca do corpo, a pressão arterial e a taxa de açúcar no sangue. Os pesquisadores não encontraram nenhuma alteração nos níveis de norepinefrina, quando os homens tinham cochilado após uma noite de sono limitado.

A falta de sono também afetou os níveis de interleucina-6, uma proteína com propriedades antivirais, encontradas na saliva dos indivíduos. Os níveis caíram depois de uma noite de sono restrito, mas mantiveram-se normais quando os indivíduos foram liberados para tirar uma soneca. Por isso, as alterações sugerem que sestas podem ser benéficas para o sistema imunológico.

- O cochilo pode oferecer uma maneira de combater os efeitos nocivos da restrição do sono, ajudando os sistemas imunológico e neuroendócrino a se recuperarem - disse Faraut. - Os resultados reforçam a necessidade de desenvolvimento de estratégias práticas em benefício das pessoas privadas de sono cronicamente, como funcionários noturnos.



Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/cochilos-podem-diminuir-efeitos-de-noites-mal-dormidas-sobre-saude-15294819#ixzz3RdvKWzOv 
© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.